• Cristiane Sales

Agentes de Saúde visitam casas de pessoas de grupos de risco da covid-19


No primeiro dia da ação, pessoas idosas, obesas, diabéticas e com outras doenças crônicas começaram a receber, em casa, máscaras, material informativo e orientações


Os agentes comunitários de saúde (ACS) e outros profissionais das equipes de saúde da família da Prefeitura do Recife começaram a visitar, nesta segunda-feira (3), as casas de pessoas dos grupos de risco da covid-19 no bairro de San Martin e outros da Zona Oeste do Recife, no Distrito Sanitário 5. Como complemento ao trabalho que vem sendo realizado há mais de um mês nas Estações Itinerantes de Orientações sobre a Covid-19 e nas ações porta a porta em comunidades com maior vulnerabilidade social, a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife passou a dar máscaras, panfletos e informações sobre a prevenção contra o novo coronavírus específicas para as pessoas idosas, obesas, transplantadas, diabéticas e com outras doenças que as tornem mais suscetíveis a complicações em caso de contaminação pelo novo coronavírus.


Uma das primeiras moradoras de San Martin a receber a visita dos ACS nesta segunda foi a diabética Marlene Pereira, 61 anos. Em abril, ela chegou a passar uma semana internada com covid-19 nos hospitais de campanha da Prefeitura do Recife. “Tive muita falta de ar e dor de cabeça; tinha certeza que ia morrer. Eu tava com muito medo de ser entubada, mas não cheguei a precisar. Depois de sete dias, me deram alta pra eu terminar de me cuidar em casa, isolada. Ainda sinto um pouco de falta de ar e muita dor de cabeça”, contou dona Marlene, que também é hipertensa e não relaxou nos cuidados de prevenção contra o novo coronavírus mesmo depois de ter tido a doença.


Através dos cadastros das equipes de saúde da família e também das informações colhidas pelos ACS durante as visitas domiciliares, os profissionais da Sesau Recife estão intensificando as visitas domiciliares nas áreas cobertas pela estratégia de saúde da família. Depois de ter passado quase um mês internada com covid-19, a ACS Helcia Muniz de Azevedo, 46 anos, está engajada nas visitas em San Martin, onde mora. “Perdi minha madrinha e um tio nesta pandemia. Quando me internei, fiquei com a saturação muito baixa e por pouco não fui entubada. Como já fiz tratamento para imunidade baixa e tenho pouco peso, a doença ainda atacou minha bexiga e meus rins. Fiquei até depressiva depois de tudo isso”, contou a profissional da Unidade de Saúde da Família Geraldo Barreto Campelo, que agora está empenhada nas visitas para que menos pessoas passem pelo que ela e sua família passaram por causa da covid-19.


Segundo o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, as orientações específicas para os grupos de risco também serão repassadas à população através de campanha nas redes sociais. “Apesar da tendência de queda nos indicadores da pandemia há 80 dias, ainda registramos novos casos e novos óbitos diariamente. O vírus ainda está circulando entre nós, por isso precisamos manter os cuidados de prevenção: o uso da máscara, a lavagem das mãos e o distanciamento social, especialmente para as pessoas que têm doenças crônicas, idosas e transplantadas”, disse o gestor.


ESTAÇÕES ITINERANTES


As Estações Itinerantes de Orientações sobre a Covid-19 estão chegando a novos locais nesta semana. Desta segunda (3) até sexta-feira (7), a tendas estão montadas, das 8h às 16h, no Polo da Academia da Cidade de Santo Amaro, na Campina do Barreto, na Praça dos Taxistas (Nova Descoberta), na Comunidade do Cardoso (Madalena), Praça Maria da Conceição (Barro), na Paróquia Nossa Senhora do Rosário (Pina), na Praça do Largo Dom Luiz (Morro da Conceição) e no Terminal de ônibus de Três Carneiros (Cohab). Os endereços estão disponíveis no site da Prefeitura do Recife.


A Secretaria de Saúde do Recife também está dando continuidade à distribuição de máscaras e kits de higiene, de casa em casa, em áreas de maior vulnerabilidade social da cidade. Nesta segunda, a ação porta a porta foi nas comunidades Zeppelin e Portelinha, no Jiquiá. Já nesta terça (4), a equipe da Sesau Recife vai até a comunidade Favela Papelão, no bairro de São José. Na quarta (5) e quinta (6), os agentes de saúde vão até a Ilha do Destino, em Boa Viagem. Ainda na quinta, também haverá ação na comunidade do Pantanal, na Cohab.


Os kits distribuídos para a população mais vulnerável contêm água sanitária, álcool em gel, sabão em barra, pasta e escova de dente. Além da distribuição dos materiais, os profissionais da Sesau Recife também identificam as pessoas com sintomas gripais para, se necessário, orientá-las a procurar unidades de referência da Atenção Básica para atendimento de pessoas com suspeita de covid-19. Desde o começo deste mês, a Prefeitura do Recife está distribuindo, ao todo, 300 mil máscaras. Outras 500 mil foram encomendadas a costureiras aprovadas em edital de chamamento público.

Artigo02.png
WhatsApp Image 2020-10-07 at 11.28.55.jp
Banner01.png
Arquivo

Copyright © 2018 Saúde e Bem Estar