banner1.jpg
  • Ana Carla Santiago

Conheça os benefícios da terapia ocupacional para o desenvolvimento físico, cognitivo e social


Foto: Shutterstock

A Terapia Ocupacional é um segmento da saúde pouco falado, mas de grande importância para o desenvolvimento de capacidades físicas, cognitivas e sociais. Seu objetivo é promover a prevenção, o tratamento e/ou a reabilitação de pacientes que apresentam algum comprometimento no desempenho de suas atividades cotidianas, como por exemplo se alimentar, tomar banho, escrever, dentre outras.


O encaminhamento do indivíduo para a realização da Terapia Ocupacional acontece quando este, por causa de algum comprometimento físico, psíquico, emocional ou social, não consegue desempenhar com autonomia e independências atividades corriqueiras. Realizar compras, cozinhar ou utilizar o transporte público acabam se tornando situações complicadas e é então que se faz necessário o auxílio do terapeuta ocupacional.


Para atuar na área, é necessário ter formação acadêmica superior, ser habilitado a avaliar o paciente, buscando identificar alterações nas suas funções práticas. Também é levado em conta a faixa etária do indivíduo, história de vida, interesses e suas habilidades remanescentes. Dessa forma, o terapeuta ocupacional conseguirá realizar um atendimento mais humano e fazer com que a pessoa atendida consiga executar suas atividades cotidianas com autonomia.


De acordo com Kelly Lins Serafim, terapeuta ocupacional pediátrica que atua no Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (NACC) e no Centro de Terapia Ocupacional Especializado no Desenvolvimento Infantojuvenil (ENTREFASES), o principal benefício da terapia ocupacional é a possibilidade do paciente realizar tarefas do dia a dia de maneira independente ou da forma mais eficiente possível. “Assim, o terapeuta ocupacional pode ressignificar as ações através das habilidades do indivíduo considerando suas limitações, porém criando junto a ele novas formas de realizar o que ele necessita”, complementa.


Kelly afirma que não existe um grupo específico que deva realizar a terapia ocupacional. A atuação do terapeuta, neste caso, abrange pessoas de todas as idades, do recém nascido ao idoso. Tudo depende da necessidade de cada paciente. “É por isso que o terapeuta ocupacional pode atuar em diversas instituições, como clínicas, hospitais, casas de repouso, instituições geriátricas, psiquiátricas, penais, centros de reabilitação, escolas, creches e empresas. Além disso, pode realizar atendimentos ao indivíduo em domicílio”, finaliza a terapeuta.


#TerapiaOcupacional #NACC #ENTREFASES

Artigo02.png
banner2.jpg
WhatsApp Image 2020-10-07 at 11.28.55.jp
Banner01.png
Arquivo