• Cristiane Sales

Secretaria de Saúde divulga balanço do sarampo em Pernambuco



A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) divulgou o novo boletim epidemiológico sobre o sarampo em Pernambuco. Até o dia 5 de outubro, foram notificados 867 casos suspeitos, 56 foram confirmados, 292 descartados e os demais estão em investigação. A maior parte dos casos (92,9%) ocorreu na IV Gerência Regional de Saúde (Geres), que compreende cidades do Agreste, e os demais (7,1%) na I Geres (Recife e Jaboatão dos Guararapes). Os municípios com confirmações são: Taquaritinga do Norte (19), Vertentes (9), Santa Cruz do Capibaribe (9), Toritama (7), Caruaru (6), Recife (3), Jaboatão dos Guararapes (1), Bezerros (1) e Frei Miguelinho (1).


A SES-PE reforça que as ações de vigilância epidemiológica (investigação dos casos e vacinação de bloqueio), além da assistência ao paciente, são iniciadas logo após a notificação do caso, ou seja, independente do resultado laboratorial. A medida busca evitar o agravamento do caso e a propagação da doença. As medidas são realizadas pelos municípios com o apoio das Geres e do Estado.


Com relação à situação vacinal, até o dia 05 de outubro, 550.421 pessoas foram vacinadas com a tríplice viral em Pernambuco, sendo 231.588 doses em crianças de 6 meses a 4 anos. Até o momento, Pernambuco já conseguiu uma cobertura de 98% na primeira dose da tríplice viral apenas entre as crianças com 1 ano. A segunda dose para esse público, que deve ser feita três meses após a primeira, está em 74,5%.


DIA D


No próximo sábado (19/10), os municípios pernambucanos realizam o Dia D de vacinação contra o sarampo. O objetivo da campanha é que crianças entre 6 meses e 4 anos iniciem ou finalizem o esquema vacinal. "Com o Dia D, damos mais um oportunidade para que os pais e responsáveis possam levar as crianças para serem vacinadas. Esse é mais um dia de mobilização nos municípios, que organizam atividades lúdicas, ofertam postos volantes e vão às zonas rurais para chegar mais próximo a sua população. Mas todo esse esforço precisa da conscientização dos pernambucanos para que os meninos e meninas possam ficar efetivamente protegidos contra o sarampo", afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo. O gestor lembra que dois "Dia D" já foram realizados anteriormente, primeiro em Taquaritinga do Norte e depois entre os municípios da IV Geres, devido à situação epidemiológica da região.


A superintendente de Imunização da SES-PE, Ana Catarina de Melo, reforça que as crianças entre 6 meses e 11 meses devem receber a "dose zero" contra o sarampo. Ao completar 1 ano deve ser feita a primeira dose e, três meses depois, a segunda. A partir dos 2 anos, caso o menino ou menina ainda não tenha começado o esquema vacinal, as duas doses devem ser feitas com um intervalo de um mês entre elas.


"Caso os pais ou responsáveis tenham alguma dúvida, é importante ir a um posto de saúde para que um profissional possa analisar a caderneta de vacinação da criança. Lembrando que esse público só ficará protegido após as duas doses realizadas a partir do primeiro ano de vida", pontua Ana Catarina. Ela ratifica ainda que a distribuição da vacina tríplice viral está normalizada no Estado e que em torno de 170 mil doses foram encaminhadas apenas neste mês de outubro para auxiliar nas ações.


#Sarampo #SarampoemPernambuco #CampanhaNacionaldeVacinação #DiaDdeVacinação #Vacinação #Imunização #TrípliceViral #SESPE

Artigo02.png
WhatsApp Image 2020-10-07 at 11.28.55.jp
Banner01.png
Arquivo

Copyright © 2018 Saúde e Bem Estar