• Cristiane Sales

Exposição mostra importância do pai na amamentação


Fotos integram a mostra “Pais também amamentam”, do Hospital Memorial São José e Plaza Shopping, fortalecendo vínculos familiares


A amamentação é uma atribuição essencialmente feminina. Mas, para a mãe alcançar as condições ideais para ofertar o alimento ao bebê, é preciso contar com apoio, compreensão e percepção sobre o assunto. É aqui que entra o papel do pai ou do companheiro nessa jornada. Para buscar ampliar o envolvimento sobre o tema, o Hospital Memorial São José e o Plaza Shopping realizam, de 1° a 11 de agosto, a exposição “Pais também amamentam”, no piso L3 do shopping. Fotos de pacientes do hospital irão mostrar que esse momento de cumplicidade também pode ser vivido pelos papais. A exposição faz alusão à Semana Mundial da Amamentação e ao Dia dos Pais e será aberta oficialmente às 10h, no dia 1°/8.


“A mãe não deve estar sozinha nesse momento da amamentação, pois o aleitamento não deve ser uma tarefa exclusiva dela. É preciso valorizar a presença do pai”, afirma Marina Azevedo, coordenadora médica da UTI Neonatal do Hospital Memorial São José. O pai ou companheiro pode ajudar estando junto à mulher na hora da amamentação, ajudando com apoio emocional, além de buscar se ocupar mais com tarefas domésticas e dos filhos mais velhos. Tais medidas, afirma a médica, criam um ambiente harmônico e influenciam o bebê, ajudando no seu desenvolvimento saudável.


A mulher também deve estimular o companheiro a participar dos momentos da amamentação. Um fator que pode levar a essa compreensão é a participação do casal em cursos de gestante e nas consultas médicas. “Também é importante ler sobre o assunto em livros, revistas, blogs, buscando um entendimento sobre o assunto”, acrescenta a especialista.


Tais experiências foram vividas pelos personagens que compõem a exposição. A professora Laurylene Arão esperou a pequena Lara por 18 anos, um verdadeiro presente para ela e o marido, Marcelo. “Ele tem sido um grande parceiro. A figura do pai é importante, pois fortalece a mulher, nos deixa mais segura”, afirma. O casal participou de palestras e cursos sobre amamentação e cuidados com o bebê.


A bióloga Cecília Castelo Branco também conta com o companheirismo do marido, Charles Carvalho. Maria nasceu há oito meses e, devido a complicações, precisou ficar na UTI Neonatal por 29 dias. Como a bebê também foi diagnosticada com síndrome de Down, houve uma dificuldade para que ela conseguisse amamentar. “A presença dele ao meu lado na UTI Neonatal foi essencial, pois eu precisava de amparo emocional nesse momento tão desgastante, até quando chegamos em casa”, lembra.


A visitação à exposição “Pais também amamentam” é aberta ao público.


#SemanaMundialdeAmamentação #Amamentação #AleitamentoMaterno #HospitalMemorialSãoJosé #LeiteMaterno

Artigo02.png
WhatsApp Image 2020-10-07 at 11.28.55.jp
Banner01.png
Arquivo

Copyright © 2018 Saúde e Bem Estar