• Cristiane Sales

Teste Rápido: Oficial da Unesco participa de ação do projeto Prevenção para Tod@s


Atividade levará testagem rápida de HIV, sífilis e hepatites B e C para Jaboatão dos Guararapes

Em 2014, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), por meio do Programa Estadual de IST/Aids/HIV, lançou o projeto Prevenção para Tod@s. Trata-se de uma iniciativa itinerante, realizada em um ônibus, para ampliar a oferta de testagem rápida para infecções sexualmente transmissíveis. Desde o início do ano, o projeto ganhou um reforço de peso: a cooperação técnica da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), objetivando qualificar e otimizar as atividades de prevenção e diagnóstico. Nesta terça-feira (25/06), a partir das 9h, no Viaduto de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, a Oficial de Projetos da Unesco, Mariana Braga, estará participando da ação, que terá capacidade para atender cerca de 100 pessoas. Entre janeiro e abril deste ano, a iniciativa já passou por 21 municípios pernambucanos, beneficiando 1.995 usuários. Desse total, 11 tiveram resultados positivos para HIV, 189 para sífilis, 03 para hepatite B e 02 para hepatite C. “Em parceria com a Unesco, formamos uma equipe multiprofissional para realizar as ações itinerantes do Prevenção para Tod@s. Com isso, estamos qualificando o acolhimento aos usuários que buscam realizam a testagem rápida, medida essencial para realizar o diagnóstico precoce e, consequentemente, o tratamento em tempo oportuno de infecções sexualmente transmissíveis”, afirma a gerente do Programa Estadual de IST/Aids/HIV da SES, Camila Dantas. A realização da testagem rápida dura, em média, 30 minutos. Durante esse tempo, além do teste, são dadas orientações sobre comportamento para uma vida sexual saudável. Nos casos positivos, o paciente já sai referenciado para fazer o tratamento em uma unidade especializada. Há, ainda a entrega de camisinhas e sachês de gel lubrificante. “Precisamos reforçar que os testes rápidos estão disponíveis, de rotina, nos postos de saúde e Centros de Testagem e Aconselhamento. Entre 2015 e 2018, mais de 4 milhões de testes foram distribuídos para a rede. Além disso, os serviços de saúde também ofertam camisinhas e gel, que podem ser retirados de acordo com a necessidade de cada indivíduo”, pontua Camila Dantas.


#IST #HIV #Aids #Prevenção #Sífilis #HepatiteC #HepatiteB #SESPE #Unesco

Artigo02.png
WhatsApp Image 2020-10-07 at 11.28.55.jp
Banner01.png
Arquivo

Copyright © 2018 Saúde e Bem Estar