banner1.jpg
  • Cristiane Sales

Saúde Bucal: Saiba como ter um sorriso saudável e evitar problemas bucais


Foto: Reprodução

A boca é a porta de entrada para inúmeras bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde. Por isso, a higiene bucal e a visita regular ao dentista são fundamentais para evitar diversas doenças e manter a saúde bucal em dia. Para falar um pouco sobre o assunto, conversamos com Christianne Lacet, cirurgiã-dentista e diretora de Odontologia Estética e Clínica Geral do Odontocape sobre os problemas mais frequentes e como preveni-los.


SBE: Quais as doenças bucais mais frequentes ?


Christianne Lacet: A Odontologia é uma área que tem evoluído bastante nos últimos anos, dotando o dentista de avançadas formas de diagnóstico e tratamento das doenças orais. As doenças bucais mais comuns entre os brasileiros são:


Cárie - É caracterizada pela destruição do esmalte, dentina e cemento. É uma doença que causa a destruição progressiva do dente. É causada pelas bactérias da placa bacteriana, quando não é feita a correta higienização bucal. Pode causar dor e desconforto.


Gengivite - Doença causada por bactérias específicas que existem na cavidade bucal em volta dos dentes. Quando essas bactérias não são removidas com o uso do fio dental, escovação correta dos dentes e visitas periódicas ao dentista, ficam depositadas entre a gengiva e o dente, provocando inflamação da gengiva. Alguns dos sintomas: sangramento das gengivas; mau hálito; gengivas avermelhadas e inchadas.


Periodontite - Outra doença gengival. Quando a Gengivite não é tratada, pode evoluir para uma Periodontite, causando vários problemas à saúde da pessoas, como: sangramento espontâneo da gengiva; mau hálito constante; secreção de pus; perda óssea, podendo levar a perda total do dente.


DTM (Disfunções Têmporo-Mandibulares) - Mais conhecida como Problemas de ATM, que pode ser definida em duas divisões: O Bruxismo: É o ranger involuntário dos dentes e geralmente acometem as pessoas durante o sono, causando o desgaste dos dentes e muitas vezes, dores de cabeça, no pescoço e nas Articulçaões Têmporo-Mandibulares (ATM); O Apertamento dos Dentes: É o apertamentos dos dentes, da arcada inferior contra os dentes da arcada superior, causando dores de cabeça e na região do ouvido e do pescoço. Pode acontecer durante o sono, ou quando a pessoa está no trânsito e diante do computador.


SBE: Com que frequência o paciente deve ir ao dentista ?


Christianne Lacet: É importante ir ao dentista pelo menos 2 vezes ao ano ou de quatro em quatro meses, dependendo da indicação do profissional. Pessoas que já tiveram cáries ou doença periodontal (doenças da gengiva) devem rever a higiene bucal e fazer um exame geral com maior frequência, com o objetivo de prevenir e fazer um diagnóstico precoce de possíveis problemas dentários. Durante a consulta o dentista fará uma avaliação geral da boca, que inclui gengivas, dentes, língua, céu da boca e a parte interna das bochechas, a fim de identificar possíveis problemas bucais, além de reavaliar tratamentos dentários já finalizados. Em alguns casos, também podem ser solicitados exames complementares e radiografias. Durante essa consulta periódica é comum haver indicação para uma limpeza minuciosa dos dentes, removendo restos de alimentos, cálculos dentários (tártaros), através de procedimento com o equipamento de ultrassom ou de uma raspagem.


SBE: Que orientações poderiam ser dadas à população sobre os cuidados com a saúde bucal?


Christianne Lacet: Tornar a visita ao dentista, como medida preventiva da saúde bucal e pós-tratamento dentário, para manter o que já foi feito, além claro, da correta higienização oral, com uso de escovas dentais adequadas, uso do fio dental, especialmente depois das refeições e antes de deitar e limpador de língua. Evitar o consumo de açúcar e não fumar são medidas essenciais para prevenir a gengivite, a periodontite e suas complicações.


Conheça outros problemas bucais comuns


- Lesões bucais e aftas: inchaços, manchas ou feridas na boca, língua ou lábios; podem ser provocadas por herpes labial, candidíase (sapinho) e próteses (dentaduras) mal ajustadas.


- Mau hálito: tem várias causas, dentre elas: higiene bucal inadequada (falta de escovação adequada e falta do uso do fio dental); gengivite; ingestão de certos alimentos como, alho ou cebola; tabaco e produtos alcoólicos; boca seca (causada por certos medicamentos, por distúrbios e por menor produção de saliva durante o sono); doenças sistêmicas como câncer, diabetes, problemas com o fígado e rins. A língua possui diversas papilas gustativas entre as quais se formam criptas, ou seja, saquinhos que retêm resíduos de alimentos, células descamadas que começam a fermentar, formando uma placa bacteriana esbranquiçada que aparece no fundo da língua, em direção à ponta, a chamada saburra lingual; essa é, sem dúvida, a principal causa do mau hálito.


- Placa bacteriana: é o conjunto de bactérias que coloniza a cavidade bucal. A placa bacteriana fixa-se principalmente nas regiões de difícil limpeza, como a região entre a gengiva e os dentes ou a superfície dos dentes de trás, provocando cáries e formação de tártaro.


- Tártaro: é o endurecimento da placa bacteriana na superfície dos dentes.

#Saúde #SaúdeeBemEstar #SaúdeBucal #Cárie #Gengivite #Periodontite #DisfunçõesTêmporoMandibulares #Bruxismo #Tártaro #PlacaBacteriana #Afta #Mauhálito

Artigo02.png
banner2.jpg
WhatsApp Image 2020-10-07 at 11.28.55.jp
Banner01.png
Arquivo